CRUD - R de read (select)

Entenda o sql SELECT, para quem nunca viu SQL!

Esta matéria é indicada para quem está começando a aprender os comandos básicos de SQL. Ela faz parte de uma sequência, se você caiu aqui de paraquedas talvez queira ler Entendendo o que é CRUD.

Utilizamos o statement SELECT quando queremos resgatar dados.

De longe, esse é a instrução mais utilizada. O formato dele é o seguinte:

SELECT campo1, campo2, campo3 FROM tabela;

Traduzindo o comando acima:

selecione os campos 1, 2 e 3 da tabela xyz

O retorno de instrução será um conjunto de registros, também conhecido como recordeset.

O símbolo * (asterisco) representa um papel importante, ele significa "todos".

SELECT * FROM tabela;

Traduzindo o comando acima:

selecione todos os campos da tabela xyz

Em nosso exemplo, basta colocar o nome da tabela pet. Vejamos:

SELECT * FROM pet;

Traduzindo o comando acima:

selecione todos os campos da tabela pet;

Filtrando os registros

Até agora, as instruções select não especificaram quais os registros a serem resgatados (exibidos).

Vamos traduzir por completo o último statement SELECT * FROM pet;:

selecione todos os campos da tabela pet e me traga todos os registros

Quando não especificamos quais registros queremos o interpretador de SQL entende que é para trazer todos os registros.

Ok, então como dizemos ao interpretador que queremos determinado(s) registro(s)?

Utilizando a cláusula WHERE (onde) seguida de uma condição, veja o statement:

SELECT * FROM pet WHERE condição;

E como é a condição? Essa é fácil, não preciso em explicar, basta olhar os exemplos:

SELECT * FROM pet WHERE species = 'cat';

Traduzindo:

selecione todos os campos da tabela pet e me traga todos os registros onde o campo 'species' seja igual a string 'cat';

Em outras palavras, quero listar todos os registros que são 'cat'.

Experimente executar o statement, sua tela deve ser parecida com a minha.

mysql> SELECT * FROM pet WHERE species = 'cat';
+--------+--------+---------+------+------------+-------+
| name   | ower   | species | sex  | birth      | death |
+--------+--------+---------+------+------------+-------+
| Fluffy | Harold | cat     | f    | 1993-02-04 | NULL  |
| Claws  | Gwen   | cat     | m    | 1994-03-17 | NULL  |
+--------+--------+---------+------+------------+-------+
2 rows in set (0.00 sec)

E se quisermos saber quais são os dog's?

Execute o comando abaixo.

SELECT * FROM pet WHERE species = 'dog';

A saída será...

mysql> SELECT * FROM pet WHERE species = 'dog';
+--------+--------+---------+------+------------+------------+
| name   | ower   | species | sex  | birth      | death      |
+--------+--------+---------+------+------------+------------+
| Buffy  | Harold | dog     | f    | 1989-05-13 | NULL       |
| Fang   | Benny  | dog     | m    | 1990-08-27 | NULL       |
| Bowser | Diane  | dog     | m    | 1979-08-31 | 1995-07-29 |
+--------+--------+---------+------+------------+------------+
3 rows in set (0.01 sec)

Uma dica importante é que a condição é uma expressão muito semelhante a utilizada em (qualquer) linguagem de programação, ou seja, também podemos utilizar () parênteses e operadores lógicos como o AND. Em breve veremos mais sobre essas condições (expressões).

Depois de inserido o registro, talvez queiramos alterar/atualizar os dados.

Utilizamos a instrução update que é assunto do próximo tópico CRUD - U de update.

Navegue nesta série!

Comentários

comments powered by Disqus