Simples exemplo de TDD O dobro de um número qualquer

Primeiro artigo de uma série de exemplos básicos de TDD (Test Driven Development) escrito na linguagen Python

Este é o primeiro exemplo de TDD da série de exemplos na linguagem Python. Ele é extremamente simples por razões didáticas. Ela reflete pouco, ou quase nada (me lembrei do seu Madruga), de TDD. Mas deve ajudar, assim espero, a quem não sabe nada sobre TDD e, além disso, está começando a programar.

O objetivo é fazer um programa que calcule o dobro de um número.

Um iniciante iniciando em TDD...

Eu e você sabemos que o dobro de um número é numero * 2, ok. Não precisamos de TDD para fazer isso, obviamente. Mas a idéia é simplificar ao máximo para que um desenvolvedor com conhecimento básico/mediano possa pelo menos vislumbrar a técnica de TDD.

Sempre começamos pelo teste e vamos simplificar os testes com a ajuda da declaração (statement) assert.

assert 10 == dobro

Ao executar o script python foo.py (onde foo.py é o nome dado ao script) o interpretador reclama de que está faltando a variável dobro:

NameError: name 'dobro' is not defined

Vamos declarar a variável inicializando-a com o valor None.

dobro = None

Agora o interpretador não reclama, porém, o nosso teste falha e é aqui que realmente começa o TDD, com um teste falhando.

Faça uma pausa e pense. Você tinha um objetivo e agora além do objetivo você tem um teste confirmando que você ainda não o alcançou.

Continuando, agora precisamos codificar o mínimo para o teste passar.

dobro = 2 * 5

Ao executar o programa, os testes passam, mas... o 5 deveria ser "um número qualquer".

Não sei como fazer isso imediatamente, mas que tal dar um passo pequenino?

Vamos colocar ele em uma variável denominada num.

num   = 5

dobro = 2 * num

assert 10 == dobro

Execute o script. Não quebrou nada? Testes passando? Sim?

Então seu trabalho acabou! (pelo menos por enquanto)

Código completo

# -*- coding: utf-8 -*-

#
# Um número arbitrário
#
num   = 5

#
# Seu código
#
dobro = 2 * num

#
# Seu teste
#
assert 10 == dobro

Entendendo melhor

Vamos entender o que fizemos.

Traçamos um objetivo e ao invés de partir para a solução do problema, apesar de óbvio, resolvemos escrever um teste e ver ele falhar

Após ver o teste falhar, ao invés de codificarmos a solução em uma tacada só, codificamos o mínimo necessário para ver o teste passar.

Com o teste passando resolvemos alterar o código (também conhecido como refatorar o código). Após essa pequena alteração como sabemos que não quebramos nada? Rodando o teste, ou melhor, em nosso caso simplesmente executando o script.

Deveríamos ter um número qualquer, mas o melhor que chegamos foi com um número arbitrário.

num = 5

O principal de seu programa resume-se em uma única linha.

dobro = 2 * num

Como eu sei que ele funciona?

Hora, temos um teste confirmando que sua lógica funciona, veja:

assert 10 == dobro

Para realizar outros testes, experimente trocar o valor de num e do teste também.

Palavras finais

Este primeiro exercício de TDD serviu para eu justificar esse tutorial de TDD para iniciantes. Nas aulas de lógica das Faculdades você aprendeu que para testar o seu pequeno código você o executava, realizava a entrada de dados (input ), imprimia os resultados (output) e, por fim, conferia visualmente.

Eis a grande diferença! Com os teste você não confere visualmente e sim automaticamente.

O pior de tudo é que essa prática adotada pelas faculdades prejudicam o raciocínio. Em outras palavras a lógica principal de seu programa confundia-se com a entrada e a saída, seu código fica em estado "macarrônico". Além disso, o desenvolvedor dificilmente corrompe com essa cultura, quer dizer ele vai produzir código sujo por um bom tempo ainda.

Com os testes, você verá que seu programa ficará muito mais coeso, muito mais claro, mais limpo e, o melhor de tudo, funcionando!

E quem garante que seu código funciona? Os testes.

Próximo exemplo de TDD...

Simples exemplo de TDD - O dobro de um número qualquer (funções)

Comentários

comments powered by Disqus